Notícias

Combustível Adulterado

combustivel-adulterado

 

Confira os principais problemas causado nos veículos.

 

No Brasil, a falta de uma fiscalização eficiente da ANP (agência Nacional de Petróleo) beneficia um grande número de empresário que fazem de tudo para capitalizar suas rendas colocando a vida dos consumidores em perigo e ocasionando sérios danos aos seus veículos.

Reunimos neste post algumas dicas e informações sobre os danos mais comuns causados nos veículos pela adulteração de combustível.

Confira a seguir:

O primeiro sinal de combustível adulterado é a falha na ignição logo após ou nas ignições seguintes ao abastecimento. Normalmente o problema é identificado como um “engasgo” após o funcionamento ou uma falha na partida, fazendo o veículo demora de ligar.

Usar combustível adulterado pode causar sérios danos aos veículos caso estes sejam usados com muita frequência. Entre vários danos que podem ocorrer os mais frequentes são os ocasionados nos bicos injetores e nas velas de ignição. Isso porque o combustível sai da bomba, chega até o bico que por sua vez injeta para gerar uma faísca da vela. Essas são as peças dos veículos que mais utilizam o combustível. Se o uso deste combustível adulterado for severo ou com uma frequência média causará dano no bico e nas velas, também poderá diminuir a vida do filtro de combustível uma vez que a quantidade de partículas de impurezas são muito altas. Ocasionando a troca antes do prazo ou km marcado na manutenção preventiva.

Perdas de potência do veículo, barulhos estranhos no motor e falhas no escapamento também são sinais bem claros da adulteração do combustível.

Outro problema muito comum é a danificação da sonda lambda que faz parte da injeção eletrônica e pode aumentar o consumo do combustível em até 15%. O catalisador também poderá ficar encharcando, uma vez que a queima não foi boa o suficiente. E o mais extremo que pode ocorrer é um dano grave ao coração do veículo, o motor.

Fique atento ao posto em que você abastece o seu possante, busque sempre abastecer no posto em que confia, nem sempre ele será o mais barato, mas poderá fazê-lo economizar uma grana com manutenção veicular.

Confira outros links:

http://www.anp.gov.br/site/extras/defesaConsumidor/10dicas.asp

http://www.anp.gov.br/wwwanp/fiscalizacao

http://www.anp.gov.br/wwwanp/fiscalizacao/fiscalizacao-do-abastecimento

http://www.procon.sp.gov.br/noticia.asp?id=488

 

Joabe Porto.

Comercial & Mkt.

 

 

 

 

Tags: